Azeite e Saúde

O azeite não só é delicioso, mas muito saudável! O azeite de oliva contém mais ácidos graxos insaturados do que a manteiga, a margarina e outros óleos. Esses ácidos graxos insaturados substituem as gorduras "más" em nosso corpo, reduzindo assim nossos níveis de colesterol. Pesquisas científicas têm demonstrado que o uso do azeite de oliva reduz bastante as chances de ataque cardíaco causado pelo entupimento dos vasos sanguíneos. O azeite de oliva também contém antioxidantes naturais que protegem nossas células contra o envelhecimento. Além disso, o azeite não deixa resíduos de qualquer natureza no corpo, já que ele é 100% digestível, ao contrário de outros óleos. O azeite é naturalmente rico em vitaminas A e E.

Os valores nutricionais de todas as variedades de azeite Carbonell são os seguintes, por 100 ml:

Energy / Calories: 3389 KJ/ 824 kcal.

Proteínas: 0 g
Carboidratos: 0 g
Dos quais são açúcares: 0 g

Gorduras 91 g
Das quais são gorduras saturadas: 12 g
Das quais são gorduras monoinsaturadas: 72 g
Das quais são gorduras poliinsaturadas: 7 g

Colesterol: 0 mg
Fibra: 0 g
Sódio: 0 g
Vitamina E: 18 g (150% da dose diária recomendada)

Pesquisas científicas têm demonstrado que o uso do azeite de oliva reduz bastante as chances de ataque cardíaco causado pelo entupimento dos vasos sanguíneos.

O azeite de oliva contém mais ácidos graxos insaturados do que a manteiga, a margarina e outros óleos. Esses ácidos graxos insaturados substituem as gorduras "más" em nosso corpo, reduzindo assim nossos níveis de colesterol. O azeite de oliva também contém antioxidantes naturais que protegem nossas células contra o envelhecimento.

As gorduras consistem em três diferentes tipos de ácidos graxos: ácidos graxos saturados, monoinsaturados e poliinsaturados. Ácidos graxos saturados ocorrem principalmente em produtos de origem animal. Eles podem aumentar o nível de colesterol no sangue, aumentando assim a chance de doenças cardiovasculares. Os ácidos graxos monoinsaturados e poliinsaturados ocorrem principalmente em óleos vegetais. Ambos os tipos, mas principalmente os ácidos graxos poliinsaturados, podem de fato reduzir os níveis de colesterol.

.

Como qualquer óleo, o azeite de oliva contém ácidos graxos, mas, no caso do azeite, mais de 70% desses ácidos graxos são ácidos graxos monoinsaturados. Esse ácido graxo tem um efeito mais benéfico sobre o colesterol no organismo do que ácidos graxos poliinsaturados (como o óleo de girassol) baseados em ácido linoleico. O ácido linoleico reduz o colesterol no sentido absoluto. O azeite também faz isso, porém não na mesma medida que os ácidos graxos poliinsaturados. Entretanto, o que é muito mais importante é o fato do azeite também alterar a composição do colesterol. Por isso, no caso do azeite, isso funciona nos dois sentidos. O azeite altera a composição de forma que o colesterol "ruim" LDL diminua em relação ao colesterol "bom" HDL. É precisamente esse colesterol bom HDL que evita o entupimento dos vasos sanguíneos que pode causar ataques cardíacos. Além disso, o azeite não deixa resíduos de qualquer natureza no corpo, já que ele é 100% digestível.

Nem todas as gorduras são absorvidas pelo organismo da mesma forma. Estudos recentes nessa área têm demonstrado que o azeite é 100% digestível, enquanto outros óleos são muito menos digestíveis, como mostra o panorama abaixo:

Azeite de Oliva: 100%
Óleo de girassol: 83%
Óleo de amendoim: 81%
Óleo de linhaça: 79%
Óleo de gergelim: 57%
Óleo de sementes de papoula: 48%
Óleo de milho: 36%

Leia mais
packshot warm
packshot cold